A lingerie faz a atitude ou a atitude faz a lingerie?

Quem gosta de lingerie sabe que ela é inseparável da atitude. Vestir uma lingerie bonita é, de uma certa forma, como injetar uma boa dose de malícia e feminilidade em toda sua atitude. Mas o inverso também é verdadeiro. É preciso de atitude para vestir certas peças. Por exemplo, no filme The Women traduzido para o português como Mulheres, O Sexo forte, as atrizes Eva Mendes e Meg Ryan estrelam uma cena perfeita para ilustrar a questão.

No filme, após descobrir que seu marido está tendo um caso com Eva, Meg Ryan se depara com a difícil situação de encontrar com a amante do marido em uma loja de lingerie. Durante a cena, ambas estão provando corpetes rendados, daqueles que valem ouro. Meg, com a ajuda de um bom discurso motivacional da amiga que a acompanhava nas compras, resolve encarar e tirar satisfação.

Quando aparecem juntas é fácil reconhecer qual das duas vestiu melhor. Algumas dirão “Claro, a Eva é muito mais gostosa.” Outras dirão que o preto emagrece. Mas na verdade, a personagem da Meg está em infinita desvantagem em termos de atitude. Dêem uma olhada mais próxima. Seus ombros estão curvados para frente, o que coloca os seios para baixo. Além disso, encaixa os quadris de tal forma que cria uma saliência na barriga que ela mal deve ter. Agora vejam a Eva. Olhem como a atitude dela acentua as curvas: costas arqueadas, seios para frente, bumbum empinadinho.

Tudo bem, não por isso ela leva a melhor. Mas o que quero dizer é que: você veste a lingerie, mas a lingerie também veste você. Se estiver no pior dos dias; com uma TPM daquelas; após ouvir uma piadinha infame de algum colega de escritório sobre o quanto você é descontrolada com chocolate; tendo chorado suas mágoas comendo sorvete do pote; com a maquiagem toda borrada; talvez não seja o melhor momento para colocar seu conjunto mais audacioso, ainda que seu gato tenha vindo até sua casa só para te dar colo. O efeito auto-confiança só funciona quando a sua energia permite que você o absorva. Se não, melhor dormirem de conchinha até o dia seguinte. Depois de uma boa noite de sono e uma bela ducha, você coloca o conjunto, os ombros para trás, o nariz, os seios e o bumbum para cima, e aí, sim, pode acordá-lo.

3 Respostas to “A lingerie faz a atitude ou a atitude faz a lingerie?”

  1. experiência pessoal, sim.

    Isto acontece especialmente entre os adolescentes que são muito auto-consciente se seus seios acabam na extremidade menor da escala. Small-breasted e flat-chested mulheres pad frequentemente seus sutiãs ou talvez utilizar outros meios para encher o copo sutiã, como potenciadores de silicone.

    Se a sociedade não teria essa mania de um sobre os peitos grandes serem melhores, estas meninas e as mulheres não precisam de se sentir tão auto-consciente sobre o assunto!

    mas a sociedade adore maior de mama e por isso são os galões
    Eu não era muito grande em mamas na minha adolescência, assim desgastando acolchoado me dar mais confiança como eles criam a ilusão de um grande peito.
    mas graças a Deus eu sou grande satisfatórias meus seios agora
    [:p]

  2. Pessoalmente, sinto que ambas lingerie e atitude são cumprimentar uns aos outros. certamente somam à atitude 1 quando usar um conjunto sexy. e sábio versa. mais mais eu sinto que eles têm uma ligação direta com o nível de uma mulher de confiança e eu estou dizendo isso por experiência pessoal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: