Arquivo para erotismo

As 7 perguntas Capitais: Picnic Vitoriano

Posted in 7 perguntas capitais with tags , , , , , , on 03/06/2010 by Nana en Lingerie

Pela primeira vez nas sete perguntas capitais, teremos várias mulheres entrevistadas de uma só vez. são as organizadoras do Picnic Vitoriano Anual de Curitiba. Trata-se de uma confraternização onde a primeira regra é vestir, não só as roupas, como o próprio espírito vitoriano.

1. Como surgiu a ideia do picnic? Como fizeram para atrair tanta gente e garantir que todos literalmente vestissem a camisa?

Somos um grupo de admiradoras de espartilhos e nossas primeiras reuniões eram conhecidas como “Encontros de Corsets”. Não satisfeitas com esses pequenos encontros, resolvemos trabalhar na realização de um evento de maior porte, e assim nasceu o 1º Picnic Vitoriano & Século XVIII, inspirado no trabalho da Viona Ielegems na Europa. Não esperávamos receber cerca de 50 pessoas a rigor, fizemos uma boa divulgação entre a rede de amigos e insistimos bastante na regra inicial que era que todos fossem, à medida do possível, vestidos e/ou inspirados em trajes de época.

2. Os figurinos dos convidados são impressionantes! Queremos dicas: de onde saíram esses espartilhos?????

Grande parte deles foram confeccionados pelas costureiras Giovana e Ilça, que também participaram do evento.

3. E por baixo de tanto pano, você também adotaram a lingerie da época?

Algumas adotaram o uso de calçolas, bloomers, anáguas e crinolinas, que assim como o corset, em grande parte desses trajes são essenciais para dar forma à silhueta dessa época.

4. Que peças Vitorianas são fetiche na opinião de vocês?

O corset com certeza é a peça de maior valor erótico. Mas bloomers e garters também completam perfeitamente.

5. Aliás, na Era Vitoriana as mulheres usavam inúmeras peças íntimas, e segundo alguns, o próprio ato de despir-se já era afrodisíaco suficiente. Os homens de hoje, quando vêem vocês vestidas alla Vitoriana, também se sentem atraídos?

Só o fato de quebrar a rotina de vestimenta diária já um ponto forte a favor de estimular a atração, além do fato de usar essas peças valorizam as curvas femininas que os homens tanto cultuam e depois é como uma dança dos sete véus para tirar todas essas peças.

6. A sexualidade na Era Vitoriana era bastante ambígua. Por um lado, as mulheres mal podiam mostrar as pernas, até pianos eram cobertos por saiotes para não atentar ao pudor. Por outro lado tanto na literatura quanto na arte há muitas alusões eróticas. O que vocês têm a dizer a respeito?

Pelo fato de não mostrar o corpo da mulher, mas insinuar com decotes e curvas e adornos era algo inspirador, instigante, mexia com a imaginação de escritores e poetas. Ao contrário de hoje que todos já viram tudo, não há muito que imaginar e fantasiar. E também a questão de “pudor” estava mais nas aparências que a elite demonstrava, pois traições, bigamia, etc eram comuns. Quanto mais poder o homem tinha mais ele faria o que quisesse.

7. Tem alguma peça do vestuário vitoriano que pode ser usada em um ‘look’ contemporâneo?

A moda virou uma reciclagem há umas boas estações, então, atualmente é possível adaptar muitas e muitas peças de modas passadas para a atual, isso depende muito do estilo e da criatividade da pessoa que vai vestir.

Para quem quiser mais detalhes:

COMUNIDADE NO ORKUT: www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=99689931
MYSPACE: www.myspace.com/picnicvitorianocwb
FACEBOOK: www.facebook.com/profile.php?id=100001040206699&ref=profile
TWITTER: https://twitter.com/picnicvitoriano
MSN GROUP: picnicvitorianocwb@groups.live.com – http://picnicvitorianocwb.groups.live.com

Mil e uma Noites de Sedução

Posted in Papo Calcinha with tags , , , , , on 28/05/2010 by Nana en Lingerie

Quem nunca ouviu falar das Mil e uma Noites? Uma obra literária árabe do século 13 que faz, inclusive, parte do imaginário ocidental com suas estórias “Aladim e sua lâmpada mágica” ou “Ali Baba e os quarenta ladrões”.

Sim, a maioria de nós conhece trechos, mas nunca leu todo o livro. Poucos sabem que é carregado de erotismo, abordando temas variados, de técnicas de sedução até o bissexualismo.

Desde o princípio há uma forte tensão sexual. Ao descobrir que foi traído pela esposa, o sultão decide casar-se diariamente com uma nova donzela. Depois da noite de núpcias, executa cada uma delas, certificando-se de que homem nenhum tocou ou tocará em suas mulheres. Até que, um belo dia, toma como esposa Sherazade. Para escapar da morte, Sherazade, que de boba não tinha absolutamente nada, passa a entreter o marido com contos que nunca acabam em uma noite. Assim, mantém-se viva por mil e uma noites, até que finalmente o sultão esquece da ex infiel e poupa Sherazade definitivamente.

Moral da estória: até o mais cruel assassino pode acabar preso em uma delicada teia feminina de sedução. Basta criar desejo, mistério, e NUNCA entregar todo o ouro de uma só vez.

As mulheres árabes e persas, com seus véus e belos olhos amendoados, tinham muito o que ensinar. É uma pena que hoje fiquem cobertas. Ouso dizer que, assim como o sultão, temem que sejam cobiçadas demais. Mas como comprova  o vídeo abaixo, propaganda para o site alemão Liaison Dangereuse de lingerie em venda online, mulheres sabem ser sedutoras quando querem, com ou sem burkas. Ainda bem.

Pelada de Lingerie

Posted in Papo Calcinha with tags , , , , , , , , , on 13/05/2010 by Nana en Lingerie

Copa do Mundo é sempre uma alegria para os marketeiros. Qualquer que seja o produto, basta criar uma edição especial verde-amarela para vender mais. E, por mais que eu defenda a lingerie como um mundo à parte, onde sazonalidades têm pouco impacto, onde cabe a cada um escolher o que gosta, sem necessariamente seguir as últimas tendências; não há como escapar.

Vamos começar pelo editorial Junho 2010 da revista americana Vanity Fair assinado por Annie Leibovitz. (créditos à Bel – bjinhos gata)

Admiro o trabalho da Annie. Suas fotografias são únicas. Aliás, não é a primeira vez que posto suas fotos no blog (Editorial Alice no País das Maravilhas). Também adoro atletas só de lingerie (quem não gosta, certo meninas?). MAS, ainda que as fotos tenham ficado tudo de bom, não podemos dizer que sejam lá muito originais. A Armani, por exemplo, já usou o Beckham e o próprio Cristiano Ronaldo em suas campanhas; apostando, assim como Annie, em fotografias em estúdio.

No entanto, nenhum desses ensaios se compara às fotos do time de futebol holandês clicadas por Erwin Olaf. Embora os jogadores não estejam só de lingerie, Erwin construiu um retrato erótico, agressivo e másculo da equipe holandesa. Criou luzes e ambientação singulares, associando os jogadores a verdadeiros gladiadores.

De qualquer modo, parece que a moda da lingerie-masculina-para-torcedores-da-copa vai pegar. Boxers Calvin Klein com bandeirinhas nacionais e cores patrióticas já estão à venda.

Na verdade, o que me causa maior surpresa é a tendência feminina. Dêem uma olhada na Demillus e na Duloren. A Demillus até entendo, afinal é um conjuntinho esportivo daqueles que realmente servem para malhar, especialmente por causa das costas nadadoras.

Agora, alguém consegue me explicar essa propaganda da Duloren? Não quero pegar no pé, mas a Duloren continua tentando causar polêmica e acaba marcando gol contra.

Vamos dominar o mundo só de lingerie

Posted in Papo Calcinha, Uncategorized with tags , , , , , , , , , , on 14/03/2010 by Nana en Lingerie

A revista People adora fazer listas: listas dos mais bonitos, mais ricos, e por aí vai. É claro que a festa do Oscar não podia ficar de fora. Entre as mulheres eleitas para “mais bem vestidas” estão a Miley Cirus  e a Sandra Bullock. 

 

Miley Cyrus de JENNIFER PACKHAM – Sanda Bullock de MARCHESA

Alguma dúvida sobre a relação com o mundo da lingerie?

Os desfiles que ocorreram recentemente durante as semanas de moda internacionais  também realçam a mesma tendência.

JULIEN MACDONALD – DOLCE & GABBANA – CHRISTIAN DIOR – FALL 10

O que devemos concluir? Acho que os grandes costureiros cansaram um pouco dos looks andróginos. O uso da lingerie como outerwear, é a volta da mulher. Ela pode ser punk rock, romântica ou até retrô, mas ele é feminina e tem uma boa dose de erotismo. A moda é cíclica – constatação óbvia. Mas não creiam que não há reflexão sobre que tipo de influências, passadas ou transversais merecem ser repaginadas.

Hoje a lingerie está presente em todo lugar, não só na moda. É uma tendência quase universal, que toca desde maquiagem e cosméticos até utensílios domésticos (vide a lava-roupas assinada pela famosa estilista de lingeries francesa Chantal Thomass).

  

DIOR MAKE UP SPRING COLLECTION 2010 – LAVA-ROUPAS C. THOMASS

Acho ótimo! Até porque esse tipo de troca-troca de referências ajuda a fomentar a indústria, e leva designers a pensarem em modos diferentes de tratar do mesmo assunto: ou seja mais e melhores novidades para quem, como eu, é viciada em lingerie!