Arquivo para seios

Faltava às Amazonas um bom sutiã esportivo

Posted in Papo Calcinha, Resenhas with tags , , , , , , , , on 06/04/2010 by Nana en Lingerie

Eu moro em Sampa há anos, mas ainda me surpreendo.  Esse fds fui com uns amigos ao Willi Willie Bar Arquería, em Moema, onde presenciei uma situação cômica e um tanto quanto dolorosa.

Como diz o nome, além de uma cerveja, e um som ao vivo cover classical rock (que para ser honesta, é bastante mediano), o bar tem um espaço de tiro ao alvo com arco e flecha. Cheguei e fui logo fazer a filinha pra atirar. Sim é bem divertido e rola uma adrenalina legal depois que você pega o jeito. Mas já vou avisando:

1 – Não é tão fácil quanto parece,

2 – Melhor escutar as instruções.

Minha amiga, que ficou de paquerinha com um cara, perdeu uma parte crucial das dicas “deixe os braços flexionados e não aproxime demais o arco do tronco”. Pra que? Saiu com o braço vermelho, e um beliscão na lateral do peito.

Foi aí que lembrei das Amazonas, e concluí que esse fetiche masculino só existe porque os homens não conhecem bem a lenda. Diz que as Amazonas tinham um único seio, ou porque usavam tecidos bem justos para atrofiar o seio direito, ou porque literalmente praticavam auto-mutilação. Faziam isto para que o seio não atrapalhasse na hora de puxar a corda do arco.

Aliás, todas nós sabemos que na hora de praticar esportes, peito, às vezes, atrapalha. Sem falar dos descarados que não tiram os olhos do sobe-e-desce enquanto ralamos no estepe. Felizmente, hoje em dia, as marcas estão fabricando sutiãs com mais suporte, ideais para suar a camiseta na academia, ou para quem, como a minha amiga, pretende atirar flechas para todos os lados.

A Hope, por exemplo, tem um ótimo modelo para praticar esportes de impacto. As alças e laterais são largas, garantindo suporte até para as mais bem decotadas. O fecho também é, na minha opinião, de grande utilidade. Na maioria dos casos sutiãs esportivos não têm fecho, ora depois de uma boa hora malhando, ninguém quer ficar ofegante, suada e lutando para tirar o bendito sutiã.

O top Response da Adidas é outra boa opção. Além de boa sustentação graças às costas tipo nadador, o modelo é feito com tecido “climate” e telas furadinhas na frente e atrás. Absorve melhor o calor e não deixa manchas amareladas de suor. Como a Adidas, a Nike também desenvolveu tecidos do gênero, chamados “dry-fit”.

Outro detalhe importante são as costuras. Quando você sabe que vai se mexer bastante, lembre-se, costuras podem friccionar a pele e deixar vergões. Ao mesmo tempo, é imperativo que a costura ou a lycra seja de boa qualidade, ou você corre o risco de abrir a lateral do sutiã logo no primeiro soco que acertar no saco de boxe. A especialidade da Scala são lingeries sem costura. Esse modelo, em especial, tem uma outra vantagem, o fecho frontal traz os seios para frente e deixa o decote bem empinadinho.

Enfim, sinto pelas Amazonas. Se fossem mulheres do século 21, seriam guerreiras de corpo, alma e peitoS…

Lingerie leveza

Posted in Resenhas with tags , , , , , , , , , , on 30/03/2010 by Nana en Lingerie

O blog está apenas começando e já recebi um pedido: resenhas. O prazer será todo meu, queria mesmo fazer umas comprinhas! Mas, antes mesmo de pegar as chaves do carro, chega um pacote do brandsclub.com na portaria. O site é uma web-store que negocia coleções passadas de várias marcas (a maioria de moda mas também cosméticos, eletrônicos, artigos para casa, etc…) organizando vendas relâmpagos com bons descontinhos. Quando eu vi o banner da Nu-Luxe, não pensei duas vezes, era o momento ideal para usar o bônus de 10 reais que tinha ganho de boas vindas.

Encomendei um conjunto fúcsia da coleção “State of Pleasures”, sutiã triângulo e calcinha tanga. Foi quase um mês entre o dia em que concluí o pedido e a entrega. Tinha até esquecido. Mas, quando abri o pacote, esqueci o site, o atraso, o passeio, e fui logo experimentar.

Simplesmente ADOOORO a NuLuxe. São produtos delicados que vestem bem a maioria das mulheres. Ainda assim é preciso considerar o seu bio-tipo para escolher o corte certo para você.

Esse conjunto em particular fica melhor em mulheres de seios pequenos ou médios, que não precisam de tanto suporte. A principal vantagem do triângulo é que ele valoriza o formato natural dos seios. Também é super confortável, especialmente um modelo de renda super fininha como esse. O forro do sutiã suaviza ligeiramente a saliência dos mamilos, sem ocultar por completo. Ou seja, se você for advogada e trabalhar em um escritório com forte ar condicionado, melhor evitar; a não ser que queira distrair a atenção de seus colegas de trabalho ;). A tanguinha, cujas laterais são de alça, é regulável. Mas cuidado, não deixe de prestar atenção na numeração. Quadris largos pedem tamanhos adequados ou o elastano pode marcar as gordurinhas. Como o forro cobre só o fundo da calcinha, frente e verso ficam ligeiramente transparentes, sexy sem exageros. Enfim, o conjunto é perfeito para quem quer conforto e sugestão.

Será difícil acharem exatamente o mesmo modelo, já que é de coleção passada, mas entre os lançamentos da NuLuxe com certeza teremos uma ou outra novidade similar. E, se não tivermos, sem problemas, é só eu achar as benditas chaves, para sair à procura da próxima resenha Só de Lingerie.

A lingerie faz a atitude ou a atitude faz a lingerie?

Posted in Papo Calcinha, Uncategorized with tags , , , , , , , , , , on 16/03/2010 by Nana en Lingerie

Quem gosta de lingerie sabe que ela é inseparável da atitude. Vestir uma lingerie bonita é, de uma certa forma, como injetar uma boa dose de malícia e feminilidade em toda sua atitude. Mas o inverso também é verdadeiro. É preciso de atitude para vestir certas peças. Por exemplo, no filme The Women traduzido para o português como Mulheres, O Sexo forte, as atrizes Eva Mendes e Meg Ryan estrelam uma cena perfeita para ilustrar a questão.

No filme, após descobrir que seu marido está tendo um caso com Eva, Meg Ryan se depara com a difícil situação de encontrar com a amante do marido em uma loja de lingerie. Durante a cena, ambas estão provando corpetes rendados, daqueles que valem ouro. Meg, com a ajuda de um bom discurso motivacional da amiga que a acompanhava nas compras, resolve encarar e tirar satisfação.

Quando aparecem juntas é fácil reconhecer qual das duas vestiu melhor. Algumas dirão “Claro, a Eva é muito mais gostosa.” Outras dirão que o preto emagrece. Mas na verdade, a personagem da Meg está em infinita desvantagem em termos de atitude. Dêem uma olhada mais próxima. Seus ombros estão curvados para frente, o que coloca os seios para baixo. Além disso, encaixa os quadris de tal forma que cria uma saliência na barriga que ela mal deve ter. Agora vejam a Eva. Olhem como a atitude dela acentua as curvas: costas arqueadas, seios para frente, bumbum empinadinho.

Tudo bem, não por isso ela leva a melhor. Mas o que quero dizer é que: você veste a lingerie, mas a lingerie também veste você. Se estiver no pior dos dias; com uma TPM daquelas; após ouvir uma piadinha infame de algum colega de escritório sobre o quanto você é descontrolada com chocolate; tendo chorado suas mágoas comendo sorvete do pote; com a maquiagem toda borrada; talvez não seja o melhor momento para colocar seu conjunto mais audacioso, ainda que seu gato tenha vindo até sua casa só para te dar colo. O efeito auto-confiança só funciona quando a sua energia permite que você o absorva. Se não, melhor dormirem de conchinha até o dia seguinte. Depois de uma boa noite de sono e uma bela ducha, você coloca o conjunto, os ombros para trás, o nariz, os seios e o bumbum para cima, e aí, sim, pode acordá-lo.